A minha sensibilidade

A minha sensibilidade

Achava que a minha sensibilidade ou ser sensível era um ponto fraco.
Mas depois de ler o livro ”Cuidar de si” de Chery Richardson em que aborda a sensibilidade como uma característica positiva e que da forma como a descreve, encaixa na minha personagem tal e qual.
Ser sensível causa sofrimento mas vendo o seu lado positivo como um ponto forte, ser sensível é só para gente inteligente, 
gente que sente intensamente,
gente que vive o presente,
gente que consegue colocar-se no papel do outro.
Ser sensível é sentir tudo de forma intensa,
é gostar do silêncio,
de estar só,
evitando ruídos, notícias desagradáveis, destrutivas e degradantes.
Ser sensível é ser selectiva, mais intuitiva, compreensiva , amiga dos animais, mais solidária, mais amiga do próximo e que ama de verdade.
Ser sensível é ser diferente mas ter bem ciente a sua proteção.
Quando se é sensível, têm-se a capacidade de proteger de tudo o que causa desconforto e desarmonia.
Porque ser sensível é ser consciente , é viver o presente em harmonia, paz e amor.
E porque sou sensível, sou grata por esta sensibilidade e por viver de forma mais intensa.
Sou grata por ser pura, verdadeira e genuína.
Ser sensível é um dom a que devo gratidão!

Josefa Sousa

Foto de Josefa Sousa.